8º Fórum Mundial da Água - Perguntas Frequentes

Nesta página, você irá encontrar respostas às perguntas frequentes, bem como respostas à maioria de seus questionamentos.

Caso suas dúvidas não sejam solucionadas, escreva um e-mail para secretariat@wordlwaterforum8.org

1. Conselho Mundial da Água e Fórum Mundial da Água

            O Conselho Mundial da Água (World Water Forum, WWC) é uma associação internacional com sede na França cuja missão é aumentar a conscientização acerca de questões hídricas críticas, gerar decisões e ações e criar comprometimento político por um mundo onde a água esteja disponível à população em quantidade e qualidade satisfatórias a fim de garantir o desenvolvimento sustentável da humanidade. O WWC visa, dessa forma, promover a gestão e o uso sustentáveis dos recursos hídricos.
            Com sede em Marselha, França, e criado em 1996, o Conselho Mundial da Água reúne mais de 300 organizações-membro de mais de 50 países de todo o mundo, de acordo com cinco colégios (Instituições intergovernamentais; Governos e autoridades governamentais; Empresas e estabelecimentos; Sociedade civil organizada e associações de recursos hídricos; Associações profissionais e instituições acadêmicas).
            O Conselho Mundial da Água é o criador e o fundador do Fórum Mundial da Água, o qual reúne essa grande diversidade dos interessados em busca dos mesmos objetivos. Para saber mais, visite o site http://www.worldwatercouncil.org
            O Fórum Mundial da Água é um evento internacional, organizado a cada três anos pelo Conselho Mundial da Água em colaboração com autoridades do país e da cidade-sede (no caso da 8ª edição, o Brasil e sua capital, Brasília).
            Esse é o maior evento sobre água do mundo, destinado a consolidar a temática hídrica na agenda política internacional. O processo preparatório de três anos culmina em uma semana de sessões, debates e atividades culturais nas quais especialistas em água se encontram com políticos e com a sociedade civil. Assim, o Fórum visa:
                        a) Envolver os interessados, mobilizando debates e ações pela água, abertos a todas as partes para o desenvolvimento de uma visão compartilhada;
                        b) Fornecer uma plataforma para todos os interessados fazerem trocas, aprenderem juntos, desenvolverem parcerias e catalisarem ações concretas para a melhoria dos recursos hídricos e serviços de saneamento e gestão;
                        c) Envolver legisladores e tomadores de decisões em um diálogo para estabelecer compromissos para melhorar os recursos hídricos e serviços de saneamento;
                        d) Aumentar a conscientização do público em geral sobre as questões da água, em particular através da mídia.
            No 8º Fórum Mundial da Água, vários assuntos serão discutidos através dos Processos Temático, Político, Regional, do Fórum Cidadão e do Grupo Focal de Sustentabilidade. A exposição, a feira e os eventos paralelos proporcionarão oportunidades adicionais para o engajamento no Fórum.
            Para mais informações sobre os resultados das edições anteriores, consulte http://www.worldwatercouncil.org e clique em “Forum”.
            O Fórum Mundial da Água é o maior evento de temática hídrica do mundo que aborda uma ampla gama de temas relacionados à água em colaboração com os interessados. Seu processo de preparação demanda dois anos de esforços conjuntos de centenas de organizadores de todo o mundo.
            Enquanto outros fóruns e conferências focam em tópicos específicos com especialistas geralmente definidos pelos próprios eventos, o Fórum Mundial da Água busca compartilhar soluções inovadoras através de uma ampla gama de discussões entre vários grupos de interesse. Além disso, o Fórum Mundial da Água procura estabelecer sistemas concretos e factíveis por meio do comprometimento político, a partir de discussões com líderes internacionais, ministros, parlamentares, etc.
            Embora a maioria das conferências trate de um assunto específico, o Fórum Mundial da Água é um evento global que visa abarcar questões hídricas críticas, bem como suas causas e impactos (tais como as alterações climáticas e suas consequências migratórias, por exemplo).
            Embora os Fóruns Mundiais da Água não sejam reuniões das Nações Unidas, o Fórum envolve muitas instituições da ONU, como a UNESCO, o PNUD e a FAO, todas membros da ONU Água. Cada um desses órgãos é responsável por processos e resultados específicos, tanto políticos quanto temáticos nos Fóruns.
            Além disso, o sistema das Nações Unidas contribui para o Fórum como uma plataforma para inúmeras atividades, tais como a Plataforma de Consulta Global Sua Voz, entre outras.
            O Fórum Mundial da Água busca discutir os desafios hídricos mundiais em cooperação com os interessados e reconhecendo sua importância para o mundo. Após o 1º Fórum Mundial da Água (Marrakesh, 1997), as edições do Fórum vêm sendo realizados a cada três anos.
            O Fórum Mundial da Água não pode ser considerado como um evento isolado, mas trata-se de uma sucessão de etapas para uma distribuição hídrica mais segura, sustentável e igualitária, de modo que cada edição é construída a partir dos resultados da anterior.
            Essa também é uma oportunidade para elevar o patamar da discussão sobre a água, encorajando os interessados a discutir o tema água não só como um elemento transversal, mas também como um elemento fundamental para nosso desenvolvimento, levando em consideração as alterações climáticas, os eventos extremos como enchentes e secas, a segurança hídrica, etc.

2. O 8º Fórum Mundial da Água

            O 8º Fórum Mundial da Água será organizado pelo Governo Federal do Brasil e pelo Governo de Brasília, em parceria com o Conselho Mundial da Água, e será realizado de 18 a 23 de março de 2018.
            Ocorrerá no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, local das discussões temáticas, regionais e políticas. O Fórum Cidadão, a Expo e a Feira ocorrerão no Estádio Nacional Mané Garrincha, a apenas 300 m do Centro de Convenções.
            Sim. O tema central para esta edição é Compartilhando Água.
            O tema reflete a essência e o espírito que se espera que esteja presente em todos os preparativos para o 8º Fórum e, principalmente, seus benefícios e resultados.
            O objetivo é enfatizar a relação entre o 8º Fórum e seus sucessores, dando continuidade à sucessão de eventos, gerando respostas globais cumulativas às questões relacionadas à gestão de recursos hídricos e chamando atenção para a importância do uso racional e sustentável da água.
            “Compartilhando Água” - implica: compartilhar ideias em meio à sociedade civil; compartilhar as melhores práticas e soluções; compartilhar os benefícios do uso racional da água; e, mais amplamente, compartilhar ações e responsabilidades entre as nações.
            Seguindo um cuidadoso processo de seleção, o Conselho Mundial da Água escolhe um país e uma cidade-sede entre vários candidatos aproximadamente três anos antes do evento. Todas as candidaturas devem ter o apoio das autoridades governamentais do país.
            As autoridades do país-sede e do Conselho Mundial da Água estabelecem para o Fórum um Comitê Diretivo Internacional (ISC, da sigla em inglês), composto igualmente por representantes tanto do país-sede quanto do Conselho Mundial da Água. O ISC tem o apoio de cinco comissões, a saber: Processo Temático, Processo Político, Processo Regional, Fórum Cidadão e, uma inovação desta 8º edição, o Grupo Focal de Sustentabilidade.
            O ISC supervisiona a organização do Fórum e guia o trabalho das comissões. Estabelece-se um Secretariado em Brasília, composto por profissionais de diferentes áreas, a fim de fornecer um apoio a todas as atividades relacionadas ao Fórum.
            O 8º Fórum Mundial da Água será um ponto de encontro onde especialistas, legisladores, tomadores de decisões, representantes da sociedade civil e da iniciativa privada, bem como outros grupos de interessados, terão iguais oportunidades para trocar ideias inovadoras e suas implementações na prática.
            Os participantes terão excelentes oportunidades para interagir com uma ampla rede de relações, compartilhar opiniões e experiências, finalizar projetos em andamento e apresentar suas ideias, serviços e produtos. Todos são bem-vindos.
            O 8º Fórum Mundial da Água dá as boas-vindas e abre a todos uma plataforma universalmente acessível.
            As experiências compartilhadas no Fórum Mundial da Água e as ações locais apresentadas podem beneficiar seu país por meio de sua reprodução em outros lugares e contextos.
            Um dos principais objetivos do Fórum é aumentar a conscientização e o comprometimento de tomadores de decisões acerca de questões hídricas. Espera-se que o impacto sobre os políticos, especialmente por via da conferência ministerial, beneficie de forma concreta cada um dos países, já que as autoridades irão aprimorar sua legislação e, com isso, aperfeiçoar a gestão de recursos hídricos e sua infraestrutura, resolver conflitos hídricos, gerar políticas em favor dos mais pobres, etc.
            Também é uma oportunidade única para ampliar seus conhecimentos sobre questões hídricas.
            Levando em conta edições anteriores, seus processos preparatórios e o aumento no interesse da população em questões hídricas, esperam-se, aproximadamente, 40.000 participantes, não só durante os dias do evento, mas ao longo de seu processo preparatório e consultas, que inclui a reunião de lançamento, a segunda consulta pública e as diversas reuniões preparatórias dos diversos processos.
            As inscrições já estão abertas.
            Inscrições adiantadas terão desconto na taxa de inscrição e poderão ser feitas pelo site do Fórum: http://www.worldwaterforum8.org
            Inscrições presenciais também serão possíveis no balcão de inscrições do Fórum, mas apenas durante a semana do evento, em março de 2018.
           

A partir de 6 de dezembro de 2017, cidadãos de todo o mundo poderão candidatar-se ao “Programa de Apoio à Participação da Sociedade Civil no 8º Fórum Mundial da Água”.

Clique aqui para ler o documento com todas as orientações.

O Programa apoiará a participação de cerca de 200 representantes da sociedade civil no Fórum que, prioritariamente, estejam envolvidos no processo preparatório e não possuam condições financeiras próprias para participar.

O endereço de e-mail para para perguntas ou esclarecimentos é citizen.sponsorship@worldwaterforum8.org

Acesse aqui o formulário.

            As inscrições já estão abertas, para consultar os valores acesse: http://www.worldwaterforum8.org/production.worldwaterforum8.org/register.
            Todas as informações estão disponíveis no site do Fórum http://www.worldwaterforum8.org/pt-br e são constantemente atualizadas.
            Temos também uma newsletter periódica. Para recebê-la, basta colocar seu e-mail no link que está disponível no final da página principal.
            Também disponibilizamos informações frequentemente pelas redes sociais. Siga-nos no facebook.com/WorldWaterForum8 e no twitter.com/WaterForum8
            Todas as informações serão disponibilizadas em português e em inglês.

3. A Programação

            Durante o 8º Fórum Mundial da Água, será fornecida uma programação completa para cada processo (temático, regional, político e de sustentabilidade).
            Também serão organizados o Fórum Cidadão, uma conferência ministerial e outros encontros políticos. Exibições e atividades adicionais estarão disponíveis na expo e na feira.
            Além disso, estarão ligados ao Fórum vários outros festivais hídricos, experiências e eventos sociais.
            O Processo Temático é guiado e supervisionado por uma comissão responsável por desenvolver o quadro temático geral, zelando para que este reflita a agenda hídrica internacional e o tema do Fórum: Compartilhando Água.
            O processo temático deve aderir a alguns elos relevantes, tais como:
                        •      O tema geral do 8º Fórum (Compartilhando Água) e o Processo Sustentabilidade;
                        •      Os ODSs (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável) relativos à água e ao Acordo Climático de Paris;
                        •      O roteiro de implementação resultante dos 16 temas do 7º Fórum (Coreia, 2015); e
                        •      Integração completa com os outros processos do 8º Fórum.
            A Comissão de Processo Temático tem um presidente, indicado pelo Conselho Mundial da Água, um vice-presidente, indicado pelo Brasil, e 6 membros, metade dos quais é indicada pelo Conselho e a outra metade pelo Brasil.
            O quadro temático é composto por seis temas centrais, três temas transversais e seus respectivos tópicos, conforme listados abaixo:
                        a. Clima – Segurança hídrica e mudanças climáticas:
                                    i) Gerenciamento de riscos e incertezas para resiliência e preparo contra catástrofes.
                                    ii) Água e adaptação à mudança climática.
                                    iii) Água e mitigação às mudanças climáticas.
                                    iv) Ciência do clima e gestão de recursos hídricos: a comunicação entre ciência, tomada de decisões e implementação de políticas.
                        b. Pessoas — Água, saneamento e saúde:
                                    i) Água segura e suficiente para todos.
                                    ii) Saneamento integrado para todos.
                                    iii) Água e saúde pública.
                        c. Desenvolvimento — Água para o desenvolvimento sustentável:
                                    i) Água para alimentação.
                                    ii) Água para geração de energia.
                                    iii) Crescimento inclusivo e sustentável, indústria e manejo da água.
                                    iv) Uso eficaz da água superficial e subterrânea - na área urbana e rural.
                                    v) Infraestrutura para a gestão sustentável dos recursos hídricos e dos serviços relacionados.
                        d. Urbano — Gestão integrada de água e resíduos urbanos:
                                    i) Água e as cidades.
                                    ii) A economia circular: reduzir, reutilizar, reciclar.
                                    iii) Tecnologias para tratamento e reúso.
                        e. Ecossistemas — Qualidade da água, subsistência de ecossistemas e biodiversidade:
                                    i) Gerenciamento e restauração de ecossistemas para serviços ambientais e biodiversidade.
                                    ii) Sistemas hidrológicos naturais e automatizados.
                                    iii) Água e uso do solo.
                                    iv) Garantindo a qualidade da água, da nascente até a foz.
                        f. Finanças — Financiamento para segurança hídrica:
                                    i) Economia e financiamento para investimentos inovadores.
                                    ii) Financiamento para implementação dos ODSs hídricos e adaptação à mudança climática.
                                    iii) Financiamento para desenvolvimento sustentável — apoio aos negócios de baixo consumo hídrico.
            Abaixo encontram-se os três temas transversais e seus respectivos tópicos:
                        g) Compartilhamento — Envolvimento dos interessados para o compartilhamento de benefícios da água:
                                    i) Compartilhamento de soluções e boas práticas
                                    ii) Envolvimento de todos: setores públicos e privado, sociedade civil — mulheres e homens —, velhos e jovens, abordagens descendentes e ascendentes.
                                    iii) Diversidade cultural, justiça e equidade com a água.
                        h. Capacidade — Educação, capacitação e troca de tecnologias:
                                    i) Fortalecendo a educação e a capacitação.
                                    ii) Ciência e tecnologia - Processo C&T do 7º Fórum Mundial da Água.
                                    iii) Dissiminação de informações sobre tecologia e monitoramento.
                                    iv) Cooperação internacional.
                        i. Governança — Governança da água para a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável:
                                    i) Implementação eficiente, efetiva e integrada dos recursos hídricos.
                                    ii) Cooperação para a redução de conflitos e para a melhoria da gestão de recursos hídricos transfronteiriços.
                                    iii) Governança efetiva: aprimoramento de decisões políticas, participação de todos os interessados e informações técnicas.
            Sua Voz é uma plataforma de consulta online para o processo preparatório do 8º Fórum Mundial da Água.
            Trata-se de uma inovação em relação aos fóruns anteriores, uma vez que essa ferramenta amplia e facilita o acesso das pessoas às discussões relativas à programação temática.
            A consulta online deixará o Fórum mais democrático, já que se trata do maior evento hídrico do mundo e dará voz a todas os interessados do mundo. Durante a semana do 8º Fórum, haverá mais de 200 debates e palestras.
            Assim, o propósito dessa plataforma é dar voz a todos os segmentos da população, particularmente àqueles que, em geral, não dispõem de recursos nem de conexões adequadas para se fazerem ouvir. É importante notar que a consulta online não elimina a necessidade de reuniões presenciais, mas oferece a possibilidade para que esses encontros contem com a contribuição diferenciada do público.
            Qualquer pessoa com acesso à internet, de qualquer lugar do mundo, pode participar da consulta online. Só é necessário ir ao site do 8º Fórum e se cadastrar.
            Após o cadastro, pode-se escolher uma das seis salas de discussão baseadas no quadro temático e pode-se, então, interagir com outros interessados com a assistência de moderadores treinados.
            A plataforma de consulta online está preparada para receber contribuições em 90 línguas dentre as mais faladas no mundo.
            Todos podem contribuir com suas ideias e experiências pessoais nos tópicos selecionados, respondendo a questões previamente estabelecidas e oferecendo opiniões, testemunhos, sugestões e exemplos.
            Não é necessário nenhum tipo de treinamento ou conhecimento especializado para participar das discussões.
            Foram formuladas perguntas-chave para cada tema. As contribuições gerarão discussões e trocas de informação e opinião entre os participantes de forma aberta, participativa, e com a mediação de especialistas em cada sala.
            Exemplos bem-sucedidos divulgados nas salas ajudarão na abordagem do 8º Fórum Mundial da Água.
            O Processo Regional centra-se no desenvolvimento, na análise e na apresentação de estudos de caso relacionados ao gerenciamento sustentável de recursos hídricos a nível regional. Há uma distinção do Processo Temático, pois este seguirá uma abordagem mais teórico-analítica.
            Seguindo-se como um guia ao Processo Temático, o Processo Regional incorporará perspectivas locais e regionais ao longo de seu processo preparatório, bem como o dos outros processos e eventos relacionados ao 8º Fórum.
            A estrutura do Processo Regional do 8º Fórum será primordialmente baseada em seis grandes regiões geográficas; em alguns casos, quando apropriado e conforme decisão dos grupos de design regional, estas seis regiões serão subdivididas.
            As seis regiões são: África; Américas; Ásia-Pacifico; Arábica; Europa e Mediterrâneo.
            O Processo Político visa reunir políticos e representantes eleitos de todo o mundo, responsáveis não só por políticas para a água, o meio-ambiente, a agricultura ou a energia, mas também pelas finanças e por outros setores, a fim de criar um entendimento sobre a urgência da implementação de políticas positivas e proativas relacionadas a assuntos hídricos.
            O processo político do Fórum tem três subprocessos destinados a autoridades ministeriais, parlamentares e locais.
            O papel da Comissão de Processo Político é:
                        i) conceber um processo preparatório, em coordenação com os Processos Temático e Regional do Fórum e outras comissões, desenvolvendo uma agenda para as sessões sobre esses três subprocessos durante o Fórum;
                        ii) supervisionar e guiar a organização do segmento político de alto escalão, bem como dos parlamentares e dos setores governamentais locais e regionais; e
                        iii) facilitar a negociação da declaração política do Fórum.
            Para preparar o Processo Político do Fórum, a Comissão de Processo Político deve:
                        •      Garantir a continuidade dos processos políticos e das conquistas dos fóruns anteriores;
                        •      Estabelecer o diálogo com uma ampla gama de interessados para garantir a participação no Fórum e em seus processos políticos, levando em consideração suas contribuições ao desenvolver o processo;
                        •      Consultar outros governos e organizações internacionais relevantes, para garantir a coordenação adequada do processo ministerial do Fórum com outros processos políticos globais relativos a água; e
                        •      Levar em conta o trabalho dos outros processos e comissões no desenvolvimento da agenda e dos debates políticos no Fórum, particularmente o Processo Temático.
            O Fórum Cidadão é uma plataforma para incentivar a participação criativa e efetiva da sociedade civil, organizada ou não, pelo que se entende ONGs, cidadãos, comunidades locais, produtores rurais, empresários e movimentos indígenas, de gênero e da juventude, entre outros.
            O Fórum Cidadão está estruturado em duas regiões diferentes, Américas e Internacional, as quais trabalham com estreita colaboração e visam discutir práticas e experiências inovadoras de todas as partes do mundo, alinhadas a outros processos.
            Uma das tarefas mais importantes da Comissão do Fórum Cidadão é assistir e facilitar a participação de diferentes agentes não-estatais no processo. Um programa para auxílio a potenciais participantes será disponibilizado em breve.
            Cada uma das edições anteriores do Fórum trouxe alguma inovação ao programa. Para esta edição, o Brasil sugeriu a inclusão do Grupo Focal de Sustentabilidade na agenda do evento principal pretende atrair contribuições e sugestões sobre temas relacionados à água e sua importância social, econômica e ambiental, do ponto de vista dos diversos interessados e de setores institucionais.
            Esse Grupo consiste na promoção da discussão a respeito de vários aspectos do uso sustentável de recursos hídricos, à luz de comprometimentos multilaterais e da análise dos desafios atuais, especialmente em países com instituições setoriais frágeis ou que sofrem com limitações significativas, incluindo dificuldades no acesso a água potável.
            Esse também é um processo transversal a todos os demais processos do 8º Fórum Mundial da Água.
            O 8º Fórum Mundial da Água é sobre sustentabilidade. Isso quer dizer que compartilhar e monitorar são as diretrizes gerais de todos os aspectos do Fórum a fim de promover maior gestão sustentável da água.
            O 8º Fórum deixará um legado para o que se considera sustentabilidade hídrica, sendo elaborado a partir de décadas de esforços institucionais através do globo, no passado e no presente.
            Compartilhar e monitorar ajudarão os interessados a cooperarem de modo integrado para que até 2030, quando o mundo analisar os progressos no Objetivo 6 dos ODSs e de outras metas relacionadas à água, as condições de nossos recursos hídricos possam satisfazer as necessidades sociais, ambientais e econômicas das próximas gerações.
            Agradecemos o seu interesse, mas todas as sessões já foram preenchidas.
            Caso você queira apresentar uma ideia inovadora, inscreva-a em nosso Mercado de Soluções, você pode ganhar um estande para mostrar seu projeto.
            Outra opção é alugar seu espaço para fazer um evento paralelo. Saiba mais aqui.

4. Expo e Feira

            Sim. A expo e a feira do 8º Fórum Mundial da Água ocorrerão no Estádio Nacional Mané Garrincha, a apenas 300m do Centro de Convenções Ulysses Guimarães — sede dos principais acontecimentos do Fórum. O espaço planejado da exposição possui mais de 20.000m².
            Organizações não Governamentais, representacões nacionais, agências de governo, empresas da iniciativa privada e inúmeros tipos de instituições e organizações podem ser representados.
            A expo e a feira foram planejadas como locais onde os participantes podem trocar informações e experiências sobre questões hídricas.
            Aluguéis e reservas de espaços na exposição e na feira já estão disponíveis no site oficial do Fórum: www.worldwaterforum8.org/pt-br

5. Logística

            A cidade de Brasília tem mais de 50 hotéis, e aproximadamente 10.000 quartos e 20.000 camas no Plano Piloto — todos a menos de 2 km de distância dos locais indicados para o 8º Fórum Mundial da Água em 2018, a saber: o Centro de Convenções Ulysses Guimarães e o Estádio Nacional Mané Garrincha.
            Além das instalações hoteleiras atualmente disponíveis próximas aos locais indicados, há também 1.000 quartos a mais em construção. Além disso, em locais um pouco mais distantes, há atualmente mais 800 quartos de hotéis disponíveis.
            Um sistema de reservas será disponibilizado no site do 8º Fórum Mundial da Água.
            Localizado a apenas 15 km do coração da cidade e de fácil acesso ao centro por táxi ou ônibus climatizados, o Aeroporto Internacional Juscelino Kubitscheck comporta um número expressivo de voos internacionais diretos, com destino a Montevidéu (Uruguai), Lima (Peru), Cidade do Panamá (Panamá), Lisboa (Portugal), Atlanta e Miami (EUA), além de servir de conexão para voos destinados a todas as regiões do Brasil.
            Em termos de fluxo anual de passageiros, segundo a Empresa Brasileira de Estrutura Aeroportuária (INFRAERO), em 2015, o aeroporto de Brasília era o 2º aeroporto internacional com maior tráfego no Brasil, com aproximadamente 20 milhões de passageiros.

6. Investimentos

            Sediar o 8º Fórum Mundial da Água exige o gerenciamento de um processo de grande escala, incluindo a preparação, a execução e o acompanhamento. O conteúdo do Fórum é desenvolvido progressivamente através de reuniões preparatórias contínuas durante o período preparatório ao longo dos anos que o antecedem.
            Aproximadamente 40% do valor estimado advirá de autoridades brasileiras (Governo Federal e Governo do Distrito Federal), 40% de patrocinadores e 20% das inscrições e das taxas para expositores na Exposição e na Feira.
            A participação de representantes de países menos desenvolvidos será encorajada e terá auxílio, uma vez que neles se encontram muitos dos principais desafios hídricos do mundo.
            Assim, será preparado um “Guia para Auxílio para Participação no 8º Fórum Mundial da Água” para assegurar a presença de participantes de países em desenvolvimento, conforme programas prévios de patrocínio.

7. Considerações finais

            Caso sua organização deseje participar, favor contatar o Secretariado do 8º Fórum Mundial da Água.
            Email: secretariat@worldwaterforum8.org
            Assine nossa newsletter e siga-nos em nosso site e redes sociais. Eles serão constantemente atualizados:
                        Website www.worldwaterforum8.org
                        Facebook facebook.com/WorldWaterForum8
                        Twitter @WaterForum8

Organização e Apoio

PATROCÍNIO PRATA

ORGANIZAÇÃO

SUPORTE

SELOS DE RESPONSABILIDADE